Quanto custa investir em realidade virtual e tours 360°?

Você sabe quanto custa investir em realidade virtual e tours 360?

Investir em realidade virtual é mais acessível do que se imagina. Hoje já é possível criar tours virtuais 360° e experiências em realidade virtual de forma muito simples! E melhor: com o mínimo de investimento. Lendo esse artigo você já está economizando tempo e dinheiro.

Investir em realidade virtual

Tudo em volta da Realidade Virtual evolui muito rápido. Não somente os óculos, mas tudo que envolve a tecnologia: conteúdo imersivo, softwares e aplicativos e os óculos de imersão virtual. Essa evolução trouxe ao mercado ótimas soluções e totalmente acessíveis financeiramente.

Existem diferentes maneiras de utilizar a Realidade Virtual e algumas delas demandam um investimento considerável. Nesse artigo quero mostrar as opções mais acessíveis! Elas lhe permitem investir em realidade virtual de forma muito tranquila e com resultados de ótima qualidade.

Baixo investimento X Qualidade

Preço alto nem sempre é sinônimo de qualidade. Preço baixo também não significa ser inferior. No mundo de software é possível encontrar ótimos produtos por preços muito acessíveis! E com os softwares de realidade virtual essa afirmação é totalmente verdadeira.

As atuais soluções em software nos permitem investir em realidade virtual com valores que cabem bem no orçamento. Além de acessíveis, esses softwares e aplicativos transmitem ótima experiência de imersão! Empresas conseguem utilizar eles de forma simples, pois estão disponíveis online e são facilmente escaláveis.

Do que eu preciso?

A forma mais rápida de utilizar a realidade virtual tem 4 (quatro) itens como requisitos. Parece ser muito coisa, mas não é. Provavelmente você já possua boa parte desses itens! Logo, investir em realidade virtual não será nenhum problema. Com poucos passos você já estará criando e apresentando suas experiências imersivas.

Item 1 - Smartphone

A realidade virtual está nos dispositivos mobile e caminha cada vez mais para os ambientes online. O acesso a essa tecnologia está disponível no seu bolso, na palma da sua mão. Você pode transformar o seu smartphone em uma poderosa ferramenta de experiências em VR.

Para ser compatível com a realidade virtual, o smartphone precisa possuir giroscópio. consulte esse site e veja as características do seu modelo de smartphone.

Smartphones como o iPhone, Samsung Galaxy S7 ou Asus Zenfone 4 permitem uma ótima experiência de imersão. Você não precisa ter exatamente esses modelos, mas procure usar um que seja compatível com esses.

É importante que a tela tenha uma alta resolução e alta densidade de pixels por polegada (em inglês ppi – pixels per inch). Você consegue adquirir um bom smartphone para VR investindo até R$2mil. Caso já possua um smartphone compatível, seu investimento será ZERO.

Sugestão: nesse site você encontra smartphones usados com ótimos preços. Nós já compramos nesse portal e os smartphones vieram sem detalhes, perfeitos, praticamente novos. Recomendamos!

Item 2 - Aplicativo

A aplicativo de realidade virtual é fundamental no processo. Ele é responsável por permitir que o conteúdo 360° seja visto de forma imersiva. Ele transmite os ambientes virtuais na tela do smartphone e lentes dos óculos de realidade virtual. O ideal é usar um aplicativo onde você mesmo possa gerenciar os conteúdos imersivos.

O MeuPasseioVirtual é um app que lhe dá autonomia para construir e apresentar as experiências de imersão. Você consegue criar, alterar, excluir e compartilhar uma experiência virtual através do MeuPasseioVirtual.

Você conhece o Google Street View? No Street View você consegue “caminhar” pelas ruas “navegando” pelas imagens 360°. Você clica em alguns pontos e vai “caminhando” pelos ambientes. O MeuPasseioVirtual permite que você use as suas imagens e fotos 360° para criar experiências muito semelhantes.

O MeuPasseioVirtual é uma plataforma SaaS onde você gerencia os seus Tours Virtuais 360°. Em um página web você cria os Tours Virtuais 360° e no aplicativo mobile você visualiza o Tour Virtual, com ou sem os óculos VR.

MeuPasseioVirtual possui uma versão gratuita onde você pode criar e hospedar vários Tours Virtuais 360° de graça. Há planos que você pode contratar para ter acesso a mais funcionalidades e um número maior de Tours Virtuais. Os planos partem de R$49,90 mensais.

Muito barato investir em realidade virtual, não é mesmo?

Item 3 - Óculos de realidade virtual

Procurando na internet você encontrará diferentes modelos de óculos de realidade virtual. Você pode ficar tentado a comprar um tal de VRBox por cerca de R$50,00. Por favor, não faça isso! Existem outros modelos muito melhores que VR Box!

Como trabalhamos com realidade virtual, já compramos e testamos muitos modelos. Podemos afirmar que o VRBox está longe de ser um bom óculos! Ele pode ser usado em uma primeira experiência, mas não para uso profissional. A experiência de imersão que ele proporciona não é das melhores.

Dos modelos que testamos até o momento, sugerimos o Xiaomi Play 2. Esse modelo é um dos melhores óculos de realidade virtual disponíveis no mercado (dentro da categoria dos Cardboards). Ele é compatível com Android e iOS, aceita smartphones com telas de 4” a 6” e o valor é muito acessível: R$180,00.

Se você quer usar a realidade virtual profissionalmente, precisa de uma boa ferramenta de trabalho! Você não demonstrará credibilidade apresentando uma experiência ruim aos seus clientes. Por isso sugerimos o  Xiaomi Play 2, pois a sua experiência de imersão é realmente superior.

Item 4 - Conteúdo imersivo

Para entender melhor os tipos de conteúdos imersivos, essa é uma leitura obrigatória. Aqui, vamos focar principalmente nas imagens e fotografias 360°. Esses são os conteúdos que você utilizará para criar suas primeiras experiências de imersão virtual. Imagens e fotografias 360° são conteúdos mais rápidos de se obter.

Imagem 360°

Imagens 360° são aquelas geradas por softwares, em um processo chamado renderização. Dois softwares de modelagem muito conhecidos são o Sketchup e o 3DS Max. Para renderização, o V-Ray é um dos plugins mais usados. Para a pós produção das imagens 360°, o Photoshop é uma boa escolha.

Caso você não tenha nenhum desses softwares, precisará adquirir as respectivas licenças de uso ou contratar um pacote SaaS (onde você paga pelo uso). Você pode consultar os valores e solicitar um orçamento no site dessa empresa. Também encontramos esse fórum onde um membro listou o preço de licenças dos softwares de modelagem e plugins de renderização.

Fotografia 360°

Você pode usar uma câmera profissional (ou semi) para captar fotografias 360°. Mas precisa entender que captar uma foto 360° não é como captar uma foto convencional. Ao usar esse tipo de câmera, você precisa adquirir equipamentos especiais e saber aplicar uma técnica exclusiva para a captura de fotografias 360°.

Há uma alternativa mais simples: usar uma câmera 360°. A qualidade da imagem não é top de linha, mas também está longe de ser ruim (veja essas fotos que fizemos em um shopping em Blumenau). Se você não é um profissional de fotografia e não ganha a vida fotografando, uma câmera 360° tem as seguintes vantagens:

  • O valor é acessível (em torno de R$2mi, ou seja, menos que um iPhone)
  • Há um aplicativo que permite acionar a captura da foto pelo smartphone
  • Você consegue captar a fotografia 360° com apenas um clique
  • A câmera já entrega a imagem pronta para uso, sem a necessidade de montagem ou costura.

Para realizar a captura sem que você saia na fotografia, sugerimos o uso de um tripé, no qual você investirá uns R$120,00. Se ainda quiser utilizar algum outro acessório, como um contrapeso ou uma cabeça ball head, considere mais uns R$100,00.

Em resumo...

Para criar experiências de imersão, você precisa investir em realidade virtual os seguintes valores:

  • Um aplicativo de realidade virtual: R$49,90 / mês
  • Um óculos de realidade virtual: R$180,00

Se ainda não possuir um smartphone compatível:

  • Adiciona mais R$2mil (há bons aparelhos usados, em ótimas condições, por bem menos).

Se você trabalha com projetos 3D ou arquitetura é provável que já tenha esses itens. Caso não possua, coloque na conta mais esses itens:

  • Um computador
  • Licenças de softwares e plugins de renderização. 

Caso a sua necessidade é captar fotografias em 360°, considere a aquisição de uma câmera 360° e alguns acessórios:

  • Uma câmera Ricoh Theta: R$1.900,00 (uma das mais versáteis câmeras, veja esse modelo).
  • Um tripé: R$120,00
  • Uma cabeça ball head: R$50,00
  • Um contrapeso: R$50,00.

Maicon Klug
maicon@imersiovr.com
CEO
Imersio

Deixe sua pergunta ou comentário